Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Desembarque do Sovereign é diferente e mais divertido

Quinta, 15/2/2018 16:32.

Texto e fotos Waldemar Cezar Neto

O navio Pullmantur Sovereign, que volta a Balneário Camboriú nesta sexta-feira (23) tem um diferencial em relação aos outros que visitam Balneário Camboriú nesta temporada: o desembarque é feito com os barcos pirata, o que deixa os visitantes eufóricos.

O desembarque dos outros dois navios que escalam em Balneário Camboriú na temporada, o MSC Preziosa e o Costa Favolosa, é feito com tenderes, embarcações desconfortáveis e abafadas do próprio navio, cuja finalidade principal é salvar vidas em caso de naufrágio.

Soma a favor que enquanto um tender carrega cerca de 90 pessoas, o Pirata chega a 250 passageiros, tornando mais rápida e animada a operação.

Fazer os transbordos com os piratas exigiu estudos, investimentos, vistorias e licenças das autoridades.

Foi construída uma plataforma flutuante com 228m2 e 45 toneladas que encosta no navio e serve como base para atracação dos piratas.

Alguns dos maiores entendidos em mar na região participam do desembarque, como Casemiro Pinheiro, o Gunga, idealizador mais de 30 anos atrás dos barcos pirata e Ricardo “Boca” Koeddermann, especialista em salvatagem.

A perícia dos pilotos piratas é notória, alguns já fizeram milhares de atracações nos trapiches da Barra Sul e de Laranjeiras; eles conseguem encostar esses barcos de grande porte com diferenças de centímetros para alinhar as pranchas de desembarque.

O Página 3 acompanhou essas operações em três ocasiões e constatou que os turistas adoram o clima movido a música e a “piratices” dos artistas que trabalham nos barcos.

O sucesso foi tão grande que despertou o interesse de outra companhia, a Costa Cruzeiros, cujo navio Favolosa, fundeou em Balneário Camboriú pela primeira vez no dia 29 de janeiro.

Nesse dia um barco pirata testou manobras para verificar a melhor forma de operar os futuros desembarques da Costa.

Possivelmente será usada a mesma solução, a plataforma flutuante encostada no Favolosa.


A primeira temporada dos cruzeiros entra na reta final, veja o calendário restante:

23/02 - PULLMANTUR Sovereign - Sexta-feira 

03/03 - PULLMANTUR Sovereign - Sábado 

18/03 - MSC Preziosa – Domingo 

25/03 - MSC Preziosa – Domingo

30/03 - MSC Preziosa - Sexta-feira 

07/04 - MSC Preziosa – Sábado 

 

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Geral

20 são em uma lojas de fast food Burguer King  


Justiça

Acusado diz que falará primeiro com seu advogado antes de se manifestar. Ele foi penalizado com advertência.


Cidade

Esta é uma das últimas etapas para obtenção da Bandeira Azul


Cidade

Lei municipal que favorecia os consumidores foi derrubada pelo Supremo 


Publicidade


Publicidade


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Página 3

Desembarque do Sovereign é diferente e mais divertido

Texto e fotos Waldemar Cezar Neto

O navio Pullmantur Sovereign, que volta a Balneário Camboriú nesta sexta-feira (23) tem um diferencial em relação aos outros que visitam Balneário Camboriú nesta temporada: o desembarque é feito com os barcos pirata, o que deixa os visitantes eufóricos.

O desembarque dos outros dois navios que escalam em Balneário Camboriú na temporada, o MSC Preziosa e o Costa Favolosa, é feito com tenderes, embarcações desconfortáveis e abafadas do próprio navio, cuja finalidade principal é salvar vidas em caso de naufrágio.

Soma a favor que enquanto um tender carrega cerca de 90 pessoas, o Pirata chega a 250 passageiros, tornando mais rápida e animada a operação.

Fazer os transbordos com os piratas exigiu estudos, investimentos, vistorias e licenças das autoridades.

Foi construída uma plataforma flutuante com 228m2 e 45 toneladas que encosta no navio e serve como base para atracação dos piratas.

Alguns dos maiores entendidos em mar na região participam do desembarque, como Casemiro Pinheiro, o Gunga, idealizador mais de 30 anos atrás dos barcos pirata e Ricardo “Boca” Koeddermann, especialista em salvatagem.

A perícia dos pilotos piratas é notória, alguns já fizeram milhares de atracações nos trapiches da Barra Sul e de Laranjeiras; eles conseguem encostar esses barcos de grande porte com diferenças de centímetros para alinhar as pranchas de desembarque.

O Página 3 acompanhou essas operações em três ocasiões e constatou que os turistas adoram o clima movido a música e a “piratices” dos artistas que trabalham nos barcos.

O sucesso foi tão grande que despertou o interesse de outra companhia, a Costa Cruzeiros, cujo navio Favolosa, fundeou em Balneário Camboriú pela primeira vez no dia 29 de janeiro.

Nesse dia um barco pirata testou manobras para verificar a melhor forma de operar os futuros desembarques da Costa.

Possivelmente será usada a mesma solução, a plataforma flutuante encostada no Favolosa.


A primeira temporada dos cruzeiros entra na reta final, veja o calendário restante:

23/02 - PULLMANTUR Sovereign - Sexta-feira 

03/03 - PULLMANTUR Sovereign - Sábado 

18/03 - MSC Preziosa – Domingo 

25/03 - MSC Preziosa – Domingo

30/03 - MSC Preziosa - Sexta-feira 

07/04 - MSC Preziosa – Sábado 

 

Publicidade

Publicidade