Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

Comunidade poderá fazer sugestões sobre mobilidade em Balneário Camboriú

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Divulgação PMBC

Terça, 19/6/2018 10:46.

Se no dia a dia Balneário Camboriú já dá sinais de problemas na mobilidade, as projeções para o futuro são ainda piores, mas a administração quer mudar isso e realizará duas audiências públicas nas próximas semanas para começar a discutir o plano de mobilidade urbana.

O Planmob, como é chamado, já poderia ter sido criado, mas como a cidade estava fora da AMFRI durante o Governo Edson Piriquito, não foi contemplado com o plano elaborado pela associação em parceria com os municípios.

Agora uma empresa foi contratada pela prefeitura e realizou um diagnóstico, que será apresentado na segunda-feira (25), às 19h, na Câmara de Vereadores. Ali sugestões da comunidade serão ouvidas e no dia 5 de julho as propostas serão apresentadas.

Serão definidas ações e políticas públicas para implantação de 2018 até 2030. Entre os objetivos está priorizar o transporte não motorizado e o coletivo, além de criar políticas de integração regional, para melhorar as condições de mobilidade entre os municípios vizinhos.

Para ajudar a embasar o trabalho, a empresa contratada realizou uma pesquisa domiciliar, onde foram entrevistados 1.350 moradores.

O diagnóstico mostrou que 51% dos deslocamentos da cidade são feitos por meio de transporte motorizado individual (sendo 42% com carro e 9% com moto), 40% por modais não motorizados e apenas 7% por transporte coletivo.

Segundo o diretor de trânsito, Carlos Eduardo Santi, a função do plano é criar estratégias para impedir que o cenário piore ainda mais no futuro e que pedestres e ciclistas passem a ocupar a maior parte da matriz modal da cidade.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Publicidade


Publicidade


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade