Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Balneário Camboriú quer colocar transporte coletivo na rota da sustentabilidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Ivan Rupp

Quarta, 23/5/2018 11:13.

A prefeitura de Balneário Camboriú está construindo o Plano Municipal de Mobilidade Urbana e a sustentabilidade deve ganhar destaque nas definições do futuro do transporte coletivo. Por isso, nesta terça-feira (22) foi realizado um teste com um micro-ônibus elétrico.

A ideia vai de encontro a uma das propostas de governo do prefeito Fabrício Oliveira, o BC Bus, para criar rotas alternativas, em linhas alimentadoras dos bairros.

Segundo o diretor do Departamento de Trânsito, Carlos Santi, o município quer repensar todo o sistema do transporte coletivo para melhorar a demanda e isso inclui adequações, porém não há intenção de a prefeitura adquirir o veículo de forma imediata.

Como a concessão do transporte coletivo ainda tem mais oito anos pela frente, é possível que a própria empresa vá renovando a frota pelos elétricos. A Expressul já tem um veículo semelhante, o VIP, mas que é movido a diesel. De acordo com Santi, a próxima concessão, a partir de 2027, provavelmente não contará com veículos a diesel.

“O sistema precisa ser sustentável. Emissões de gases de efeito estufa não estão em nosso horizonte, e nem podem estar. Veículos a diesel estão em banimento em todo o planeta. É nossa obrigação traçarmos um futuro mais sustentável, inclusive porque estamos diretamente afetados por sermos um município costeiro”, comenta.

Santi explica que há um grupo para análise de custos em transportes para verificar os itinerários e ajustes da concessão que está em andamento. Ele acredita que em 60 dias estará pronto um relatório preliminar dos investimentos, que deverá contar inclusive com a mudança gradual da frota para veículos elétricos.

O micro elétrico

O micro-ônibus elétrico já vem sendo testado em outros municípios. Com tecnologia da chinesa BYD, ele é fabricado no Brasil pela Volare. Tem bateria para 220km de autonomia e capacidade para 22 pessoas sentadas e 15 em pé.

“O projeto do BC Bus prevê linhas alimentadoras nos bairros, e uma linha troncal principal, cruzando a Terceira Avenida e a Avenida do Estado”, disse o diretor.

Santi avaliou positivamente o modelo para as necessidades locais. Ele transita bem pelas ruas estreitas dos bairros e teve bom torque em subidas como Estrada da Rainha e Interpraias.

“Temos como gestores de sempre pensar Balneário Camboriú de um modo sustentável, em todas as frentes, e os transportes têm um impacto direto na saúde do cidadão. Somos co-responsáveis pelo planeta”, finalizou.

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Publicidade


Publicidade


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade