Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

Rotativo está sendo planejado com números errados

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Quarta, 14/3/2018 8:31.

A área de trânsito da prefeitura anunciou que o estacionamento rotativo na época do governo Edson Piriquito tinha 1.300 vagas e que o objetivo do novo sistema será abrir 2.800 vagas.

A informação está errada porque no governo Piriquito o sistema iniciou com 1.300 vagas, mas chegou a ter mais de 1.900.

O fato foi confirmado à reportagem pelo ex-gestor do Fundo Municipal de Trânsito, Jaime Mantelli.

Ele defende algo parecido com o sistema antigo: aplicativo de celular, monitores nas ruas e o máximo possível de postos de venda de créditos, aproveitando a capilaridade do comércio.

“O ponto de venda é a porta de acesso, quanto mais tiver melhor” defende Mantelli.

O ex-gestor deu uma informação relevante: as cerca de 1.300 vagas no miolo central giram em média cinco horas por dia, o que projeta um faturamento potencial próximo a R$ 300 mil só nessa região.

Estudo feito pela prefeitura em novembro passado mostrou que o custo para operar o rotativo ficaria em torno de R$ 260 mil.

A reportagem tentou contato com o responsável pelo estudo do novo rotativo, Carlo Santi, mas ele não foi localizado.

 

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Geral

Primeiro prefeito eleito de Balneário Camboriú foi morto em quartel da ditadura 


Política

Alargamento da praia e centro de eventos estão na pauta 


Cidade

Prefeito manda construir viaduto em cruzamento com túnel da rua 3100


Cidade

Quase metade deles ligados à violência financeira  


Publicidade


Publicidade


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade