Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Audiência pública vai discutir estacionamento rotativo hoje, na Câmara
Ivan Rupp/PMBC

Segunda, 5/3/2018 11:18.

Depois de alguns anos de atraso, Balneário Camboriú está buscando soluções para a questão da mobilidade urbana. A implantação do estacionamento rotativo, cobrada pelos comerciantes e criticada por parte da população, é uma dessas ações. Na sexta (9), às 19h30, será realizada uma audiência pública para tratar de diversos pontos.

O diretor de Trânsito, Carlos Santi, afirma que o objetivo é ouvir a população e alinhar o projeto com os desejos da comunidade.

As propostas

Os detalhes serão apresentados no dia 9. Santi adiantou apenas que a proposta é usar tecnologia de monitoramento e comunicação, em contraponto à raspadinha, que segundo ele dava brechas para fraudes.

A solução de contratar empresa ou repassar o serviço para o município também será abordada na audiência.

Um dos pontos que pode gerar polêmica é o valor pelo estacionamento rotativo, que tende a ser mais alto do que vinha sendo cobrado.

“A questão fundamental que será abordada junto aos comerciantes: o valor a ser cobrado de modo que estimule o uso de outros modais de transporte (dentro da ótica do Plano Municipal de Mobilidade Urbana, em andamento), e a real rotatividade. O valor só será definido na conclusão do projeto, para o qual é primordial a consulta à população (não só a categorias, como lojistas)”, disse Santi.

Ele destacou a importância da participação popular, já que a nova concessão se dará pelos próximos 10 anos.

“Estamos decidindo que rumo queremos para Balneário Camboriú, independente de partido ou de posicionamento político. A Mobilidade Urbana é uma decisão estratégica de que cidade queremos para os próximos 20 anos”, enfatizou.

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Geral

20 são em uma lojas de fast food Burguer King  


Justiça

Acusado diz que falará primeiro com seu advogado antes de se manifestar. Ele foi penalizado com advertência.


Cidade

Esta é uma das últimas etapas para obtenção da Bandeira Azul


Cidade

Lei municipal que favorecia os consumidores foi derrubada pelo Supremo 


Publicidade


Publicidade


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Página 3

Audiência pública vai discutir estacionamento rotativo hoje, na Câmara

Ivan Rupp/PMBC

Depois de alguns anos de atraso, Balneário Camboriú está buscando soluções para a questão da mobilidade urbana. A implantação do estacionamento rotativo, cobrada pelos comerciantes e criticada por parte da população, é uma dessas ações. Na sexta (9), às 19h30, será realizada uma audiência pública para tratar de diversos pontos.

O diretor de Trânsito, Carlos Santi, afirma que o objetivo é ouvir a população e alinhar o projeto com os desejos da comunidade.

As propostas

Os detalhes serão apresentados no dia 9. Santi adiantou apenas que a proposta é usar tecnologia de monitoramento e comunicação, em contraponto à raspadinha, que segundo ele dava brechas para fraudes.

A solução de contratar empresa ou repassar o serviço para o município também será abordada na audiência.

Um dos pontos que pode gerar polêmica é o valor pelo estacionamento rotativo, que tende a ser mais alto do que vinha sendo cobrado.

“A questão fundamental que será abordada junto aos comerciantes: o valor a ser cobrado de modo que estimule o uso de outros modais de transporte (dentro da ótica do Plano Municipal de Mobilidade Urbana, em andamento), e a real rotatividade. O valor só será definido na conclusão do projeto, para o qual é primordial a consulta à população (não só a categorias, como lojistas)”, disse Santi.

Ele destacou a importância da participação popular, já que a nova concessão se dará pelos próximos 10 anos.

“Estamos decidindo que rumo queremos para Balneário Camboriú, independente de partido ou de posicionamento político. A Mobilidade Urbana é uma decisão estratégica de que cidade queremos para os próximos 20 anos”, enfatizou.

Publicidade

Publicidade