Jornal Página 3
Coluna
Cá Pra Nós
Por Fernando Baumann

Apenas provas de amor

 Quando levanto de manhã, ato contínuo a higiene básica é ler as principais notícias nos jornais que tenho acesso. Demoro um bom tempo nisso. O Página 3 de hoje fala sobre importantes obras viárias licitadas pela prefeitura municipal de Balneário Camboriú, que visam melhorar o fluxo de veículos. Li e guardei a informação no “meu” HD.

Moro na região da Quarta Avenida e trabalho no bairro Nova Esperança. Sempre que possível vou de bicicleta, por três objetivos: ativar meu corpo, não poluir e colaborar com um carro a menos. Hoje foi um desses dias. Temperatura agradável e céu claro atiçaram meu desejo de pedalar, sem falar que não tinha nenhum compromisso fora da empresa.

Este trecho demora em média 15 minutos de bicicleta, no que aproveito para repassar minha agenda ou então para refletir sobre qualquer assunto, deixando minha mente livre para fluir por onde desejar.

Já na Quarta Avenida indo para a minha empresa, nos cruzamentos com semáforos, deparo com a dificuldade por conta de não haver sinalização para as bicicletas. Em que momento eu posso passar? Passo quando está aberto para a avenida ou para quando está aberto para a rua transversal? Então busco no “meu” HD a informação que li no Página 3 hoje de manhã. Novas vias, ligações, novas ruas...

As eleições municipais de 2016 já ocorreram num cenário de indignação e mudanças. Lembro que os primeiros movimentos mais substanciais aconteceram em 2013. Quando fomos às urnas já falávamos de uma nova consciência e de um novo perfil dos postulantes aos cargos públicos, e também da melhoria na qualidade das escolhas e de uma nova ordem pública.

Novas ideias, novo sangue e juventude.

Tento muito perceber mudanças, mas não consigo. Talvez seja consequência da minha visão míope ou da minha incapacidade de entender as entranhas do poder e a dificuldade de movimentar este mastodonte.

Ouço e leio sobre mega projetos daqui e dali, mas não vejo nada com relação aos detalhes, ao carinho que os munícipes merecem receber nas pequenas ações. Vou exemplificar: apesar de existir em boa quantidade, as ciclovias são péssimas, mal projetadas e mal executadas(a recém inaugurada no prolongamento da Quarta Avenida empossa água); as calçadas não tem cuidado algum, cheias de desníveis e inclinações, sem falar nas lixeiras plantadas em cima delas, um risco eminente; sinaleiras sem estágio para travessia de pedestres; pedintes e desocupados por todos os cantos; venda de produtos em sinaleiras, farto consumo de drogas na orla  e assim vai. Tenho uma relação enorme para publicar se necessário, fáceis de executar, é só querer fazer.

Mas aí vem o ponto central deste texto. Aonde estão as figuras públicas responsáveis por isso? Àquelas eleitas em 2016 para uma nova ordem? Cadê os vereadores para fiscalizar, que é a principal função deles? Ah desculpe, não havia lembrado, estão preocupados em conceder homenagens e participar da próxima corrida eleitoral. Realmente uma grande atribuição para este tempo que exige mudanças urgentes.

Sou um eterno otimista e sempre acredito que, mesmo piorando, as coisas podem melhorar. Tenho muita alegria em viver numa das melhores regiões que, apesar de tudo, está a frente de muitas outras. Mas apenas novas ideias não bastam, é preciso ter novas atitudes. E então se está bom vamos cuidar para não piorar. 

Escrito por Fernando Baumann, 08/08/2018 às 09h52 | fernando@bba-reiki.com.br



Fernando Baumann

Assina a coluna Cá Pra Nós

Economista, empresário e militante das causas coletivas, acredita no associativismo e cooperativismo como ferramentas para a construção de uma sociedade mais justa. Busca incessantemente evoluir como ser humano e social.


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Fale Conosco - Anuncie no Página 3 - Normas de Uso
© Desenvolvido por Página 3

Endereço: Rua 2448, 360 - Balneário Camboriú - SC | Telefone: (47) 3367-3333 | Email: jornal@pagina3.com.br