Jornal Página 3

Remake 'Além da Morte' repete fracasso de cult dos anos 1990
Divulgação.

Quinta, 19/10/2017 12:13.

SÉRGIO ALPENDRE
SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - "Além da Morte", de Niels Arden Oplev, é a recente refilmagem de "Linha Mortal" (1990), o discutível cult de Joel Schumacher. Com isso atingimos o fundo do poço em matéria de remakes.

Porque uma coisa é refazer "Blade Runner", uma cultuada ficção científica que nos deu uma ideia de futuro ultrapassada, para não dizer cafona (a despeito do relativo fracasso de crítica e público do novo "Blade Runner", e do charme que um visual ultrapassado representa hoje em dia).

Outra coisa é apostar no que antes já havia dado errado. A mudança do título no Brasil (no original, ambos são intitulados "Flatliners") talvez seja uma estratégia para diferenciar um filme do outro.

Por outro lado, não é difícil fazer melhor que Schumacher, diretor que tende a um exibicionismo estéril. Nesse sentido, é forçoso admitir que Oplev, ao fazer o simples feijão com arroz, extraiu mais do material que tinha em mãos.

"Linha Mortal" tinha o único mérito de flagrar astros em ascensão (Julia Roberts, Kiefer Sutherland, Kevin Bacon, embora perdidos em uma trama mal estruturada e sem sentido), coisa que filmes anteriores de Schumacher, como "O Primeiro Ano do Resto de Nossas Vidas" (1985) e "Garotos Perdidos" (1987) já haviam feito com resultados mais aceitáveis.

Este novo "Além da Morte" recupera Ellen Page e Diego Luna, que nunca foram astros, mas estiveram perto de um lugar ao sol, e os junta aos carismáticos Nina Dobrev, James Norton e Kiersey Clemons, todos ainda aspirantes a um grande papel. Três mulheres e dois homens (no original era Julia Roberts e quatro marmanjos).

São estudantes avançados de medicina que resolvem desafiar a morte para descobrir o que há do outro lado. A experiência, de início, é bem sucedida, mas traz algo do passado que começa a atormentá-los, com consequências drásticas.

Essas consequências serão mais graves que as do filme anterior, o que indica que este novo longa procura se inserir na nova onda de terror que assolou Hollywood nesta década. De fato, Oplev se apropria de alguns clichês do horror para fazer avançar uma trama que está sempre sujeita a não ser levada a sério.

Alguns pontos a favor de seu longa: tirando Luna e Page, que não comprometem, mas parecem incapazes de sair da redoma indie-fofinhos em que se meteram, o elenco tem charme, principalmente Dobrev e Clemons, que são mais exigidas dramaticamente.

Um outro ponto favorável é a segurança da direção nas mudanças de registro, do drama ao terror e de volta ao drama. Niels Arden Oplev não ousa, faz o básico e confia em seu elenco para as mudanças de clima. Isso faz com que sua versão seja mais palatável, mesmo que não seja memorável.

ALÉM DA MORTE (regular)
(Flatliners)
DIREÇÃO Niels Arden Oplev
ELENCO Ellen Page, Diego Luna e Nina Dobrev
PRODUÇÃO EUA, 2017, 14 anos
QUANDO estreia nesta quinta (19)
AVALIAÇÃO regular. 


Publicidade


Cidade

Programa não está claro e há hesitações políticas  


Política

“Reunião extraordinária não é para discutir cemitério e roda gigante”, disse vereador


Cidade

Desde 2012 governadores de plantão estão prometendo a obra


Policia

Combater pertubação do sossego é a segunda principal ocorrência para a PM    


Equilíbrio

Secretária vai palestrar no dia 23


Geral

Ele foi levado pela correnteza na semana passada


Policia

Bandidos invadiram loja de roupas na Terceira Avenida 


Variedades

Na telona grandes artistas da música brasileira


Opinião

Artigo de opinião


Cultura

Dica de passeio cultural de verão


Cidade

O serviço não tem ônus adicional, é programado e deve ser agendado por telefone