Jornal Página 3

'Três Anúncios' rouba favoritismo de 'A Forma da Água' no Globo de Ouro
Divulgação.

Segunda, 8/1/2018 8:00.

GUILHERME GENESTRETI E GUSTAVO FIORATTI
SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Numa noite em que era esperado que a politização ofuscasse os prêmios, a voltagem política do Globo de Ouro ficou por conta dos vestidos (todos pretos) e do apresentador, Seth Meyers, que brincou que "foi um ano complicado para ser homem branco em Hollywood". Foram repostas às denúncias de assédio que varreram 2017.

Também politizada, Oprah Winfrey, homenageada da noite, lembrou de quando Sidney Poitier, como ela, negro, venceu o Oscar, e celebrou a imprensa, "hoje cerceada". Ela falou ainda de violência contra a mulher e citou os slogans de protesto "Time's Up" (o tempo acabou) e "Me Too" (eu também).

A cerimônia ocorreu na noite deste domingo (7), em Los Angeles, com prêmios em cinema e TV.

Em cinema, a grande surpresa foi a vitória de "Três Anúncios para o Crime", que roubou o favoritismo de "A Forma da Água", e levou quatro prêmios -melhor drama, melhor atriz dramática (Frances McDormand), melhor roteiro e melhor ator coadjuvante (Sam Rockwell).

Com essa vitória, a premiação fez uma jogada ousada: optou por uma história mais radical sobre o ódio nos confins dos Estados Unidos.

A trama, que também levou o prêmio do público no Festival de Toronto, gira em torno de uma mãe (McDormand), que resolve se vingar dos policiais que não apuraram a morte da filha dela. Como revanche, ela afixa mensagens intimidadoras nos três outdoors que dão nome ao filme de Martin McDonagh.

Ainda que não tenha sido o grande vencedor, o romance de tintas fantásticas "A Forma da Água" levou as estatuetas por diretor (para o mexicano Guillermo del Toro) e melhor trilha sonora. Narra o envolvimento entre uma faxineira (Sally Hawkins) e um monstro aquático.

Foi o mesmo número de vitórias de "Lady Bird", comédia indie que ganhou por filme cômico e atriz nessa categoria (Saoirse Ronan)
Outro forte cotado, Gary Oldman venceu por ator dramático por seu papel como Winston Churchill em "O Destino de uma Nação".

Na categoria de atores coadjuvantes, a a vez foi dos personagens cruéis. Além de Rockwell, que vive um policial racista em "Três Anúncios", venceu Alison Janey pela mãe megera que faz em "Eu, Tonya".

História similar à de "Três Anúncios", também sobre uma mãe vingativa, venceu o prêmio de melhor filme estrangeiro: o alemão "Em Pedaços", de Fatih Akin, sobre uma mulher (Diane Kruger) que sai em busca de revanche contra os terroristas que mataram seu marido e seu filho.

James Franco venceu o prêmio de ator de comédia por "O Artista do Desastre", filme baseado em história real sobre uma dupla improvável que resolve fazer cinema.

Como melhor animação, o vencedor foi "Viva", produção da Pixar/Disney sobre um menino mexicano que viaja para o Mundo dos Mortos. Já o filme "O Rei do Show" levou por melhor canção original.

TELEVISÃO

Em TV, depois de se destacar no Emmy, "Big Little Lies" e "The Handmaid's" voltaram a roubar a cena e levaram prêmios nas principais categorias do Globo de Ouro.

As escolhas refletem um momento bastante específico, marcado pelo protagonismo de figuras femininas em histórias de violência e opressão.

A minissérie "Big Little Lies", que tinha seis indicações em quatro categorias, levou quatro troféus: minissérie, atriz (Nicole Kidman), atriz coadjuvante (Laura Dern) e ator (Alexander Skarsgard). A obra tem como centro um grupo de mães perturbadas por situações de violência.

Kidman disputava o troféu de melhor atriz inclusive com Reese Witherspoon, com quem dividiu protagonismo na obra. Dern fez um discurso dirigido principalmente às mães. "Precisamos mostrar às nossas crianças que elas podem contar a verdade sem medo de retaliações". A referência era sua própria personagem, que, na série, tem uma filha que sofre bullying.

Na categoria atriz de série dramática, o Globo de Ouro repetiu a opção do Emmy, e deu o segundo troféu para Elizabeth Moss, por sua atuação em "The Handmaid's Tale", que também venceu como melhor série. Trata-se de história sobre criadas que passam por violência extrema, privadas de seus direitos como cidadãs, em um futuro distópico.

Em ator de série dramática, venceu Sterling K. Brown, de "This is Us". Também foi anunciado o prêmio para Rachel Brosnahan (atriz de série cômica, em "The Marvelous Mrs. Maisel"). "Master of None" perdeu como série cômica para "The Marvelous Mrs. Maisel", mas seu ator-protagonista, Aziz Ansari, levou o troféu de ator no gênero. 

Os indicados e vencedores do Globo de Ouro

CINEMA

- Melhor filme (drama)

"Dunkirk"
"A Forma da Água"
"Me Chame pelo Seu Nome"
"The Post"
"Três Anúncios para um Crime" - VENCEU

- Melhor ator (drama)

Daniel Day-Lewis ("Trama Fantasma")
Denzel Washington ("Roman J. Israel, Esq.")
Gary Oldman ("O Destino de uma Nação") - VENCEU
Timothée Chalamet ("Me Chame pelo Seu Nome")
Tom Hanks ("The Post")

- Melhor atriz (drama)

Frances McDormand ("Três Anúncios para um Crime") -VENCEU
Jessica Chainstain ("A Grande Jogada")
Meryl Streep ("The Post")
Michelle Williams ("All the Money in the World")
Sally Hawkins ("Á Forma da Água")

- Melhor filme (comédia)

"Corra!"
"Lady Bird" - VENCEU
"Eu, Tonya"
"O Rei do Show"
"O Artista do Desastre"

- Melhor ator (comédia)

Ansel Elgort ("Em Ritmo de Fuga")
Daniel Kaluuya ("Corra!")
Hugh Jackman ("O Rei do Show")
James Franco ("O Artista do Desastre") - VENCEU
Steve Carell ("A Batalha dos Sexos")

- Melhor atriz (comédia)

Helen Mirren ("The Leisure Seeker")
Saoirse Ronan ("Lady Bird") - VENCEU
Margot Robbie ("Eu, Tonya")
Emma Stone ("A Batalha dos Sexos")
Judi Dench ("Victoria e Abdul")

- Melhor diretor

Christopher Nolan ("Dunkirk")
Guillermo del Toro ("A Forma da Água") - VENCEU
Martin McDonagh ("Três Anúncios para um Crime")
Ridley Scott ("All the Money in the World")
Steven Spielberg ("The Post")

- Melhor roteiro

"A Forma da Água"
"A Grande Jogada"
"Lady Bird"
"The Post"
"Três Anúncios para um Crime" - VENCEU

- Melhor ator coadjuvante

Armie Hammer ("Me Chame pelo Seu Nome")
Christopher Plummer ("All the Money in the World")
Richard Jenkins ("A Forma da Água")
Sam Rockwell ("Três Anúncios para um Crime") - VENCEU
Willem Dafoe ("Projeto Flórida")

- Melhor atriz coadjuvante

Allison Janney ("Eu, Tonya") - VENCEU
Mary J Blige ("Mudbound")
Hong Chau ("Pequena Grande Vida")
Laurie Metcalf ("Lady Bird")
Octavia Spencer ("A Forma da Água")

- Melhor filme estrangeiro

"Uma Mulher Fantástica", de Sebastián Lelio (Chile)
"First They Killed My Father", de Angelina Jolie (Camboja)
"Em Pedaços", de Fatih Akin (Alemanha) - VENCEU
"Loveless", de Andrey Zvyagintsev (Rússia)
"The Square", de Ruben Ostlund (Suécia)

- Melhor animação

"Com Amor, Van Gogh"
"O Poderoso Chefinho"
"Viva: A Vida É uma Festa" - VENCEU
"The Breadwinner"
"Touro Ferdinando"

- Melhor trilha sonora

"A Forma da Água" - VENCEU
"Dunkirk"
"The Post"
"Trama Fantasma"
"Três Anúncios para um Crime"

- Melhor canção

"Home" ("Touro Ferdinando")
"Mighty River" ("Mudbound")
"Remember Me" ("Viva: A Vida É uma Festa")
"The Star" ("A Estrela de Belém")
"This Is Me" ("O Rei do Show") - VENCEU

EM TV

- Melhor série (drama)

"Game of Thrones"
"Stranger Things"
"The Crown"
"The Handmaid's Tale" - VENCEU
"This is Us"

- Melhor ator (drama)

Jason Bateman ("Ozark")
Sterling K. Brown ("This Is Us") - VENCEU
Freddie Highmore ("The Good Doctor")
Bob Odenkirk ("Better Call Saul")
Liev Schreiber ("Ray Donovan")

- Melhor atriz (drama)

Caitriona Balfe ("Outlander")
Claire Fox ("The Crown")
Elisabeth Moss ("The Handmaid's Tale") - VENCEU
Katherine Langford ("13 Reasons Why")
Maggie Gyllenahall ("The Deuce")

- Melhor série (comédia)

"Black-ish"
"The Marvelous Mrs. Maisel" - VENCEU
"Master of None"
"Smilf"
"Will & Grace"

- Melhor ator (comédia)

Anthony Anderson ("Black-ish")
Aziz Ansari ("Master of None") - VENCEU
Kevin Bacon ("I Love Dick")
William H. Macy ("Shameless")
Erik McCormack ("Will & Grace")

- Melhor atriz (comédia)

Pamela Adlon ("Better Things")
Alison Brie ("Glow")
Rachel Brosnahan ("The Marvelous Mrs. Maisel") - VENCEU
Issa Rae ("Insecure")
Frankie Shaw ("Smilf")

- Melhor minissérie ou telefilme

"Big Little Lies" - VENCEU
"Fargo"
"Feud: Bette and Joan"
"The Sinner"
"Top of the Lake: China Girl"

- Melhor ator em minissérie ou telefilme

Robert De Niro ("The Wizard of Lies")
Jude Law ("O Jovem Papa")
Kyle MacLachlan ("Twin Peaks")
Ewan McGregor ("Fargo") - VENCEU
Geoffrey Rush ("Genius")

- Melhor atriz em minissérie ou telefilme

Jessica Biel ("The Sinner")
Nicole Kidman ("Big Little Lies") - VENCEU
Jessica Lange ("Feud: Bette and Joan")
Susan Sarandon ("Feud: Bette and Joan")
Reese Witherspoon ("Big Little Lies")

- Melhor ator coadjuvante

Alfred Molina ("Feud: Bette and Joan")
Alexander Skarsgard ("Big Little Lies") - VENCEU
David Thewlis ("Fargo")
David Harbour ("Stranger Things")
Christian Slater ("Mr. Robot")

- Melhor atriz coadjuvante

Laura Dern ("Big Little Lies") - VENCEU
Ann Dowd ("The Handmaid's Tale")
Chrissy Metz ("This Is Us")
Michelle Pfeiffer ("The Wizard of Lies")
Shailene Woodley ("Big Little Lies")


Publicidade


Cidade

Programa não está claro e há hesitações políticas  


Política

“Reunião extraordinária não é para discutir cemitério e roda gigante”, disse vereador


Cidade

Desde 2012 governadores de plantão estão prometendo a obra


Policia

Combater pertubação do sossego é a segunda principal ocorrência para a PM    


Equilíbrio

Secretária vai palestrar no dia 23


Geral

Ele foi levado pela correnteza na semana passada


Policia

Bandidos invadiram loja de roupas na Terceira Avenida 


Variedades

Na telona grandes artistas da música brasileira


Opinião

Artigo de opinião


Cultura

Dica de passeio cultural de verão


Cidade

O serviço não tem ônus adicional, é programado e deve ser agendado por telefone