Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

3º BQ(en)cena apresenta o espetáculo Contos de Nanook, em Brusque

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Amanda Vicentini
Espetáculo Contos de Nanook, da Setra Companhia (PR)
Espetáculo Contos de Nanook, da Setra Companhia (PR)

Sexta, 11/5/2018 11:34.

Por Nane Pereira

 No inverno mais rigoroso de sua existência, um esquimó está à espera de sua morte, quando uma menina o encontra depois de ter atravessado boa parte do Pólo Norte. Até que, de repente, aparece um urso polar, que completa este universo marcado por relações de sobrevivência. Esse é o enredo do espetáculo Contos de Nanook, da Setra Companhia (PR), que o 3º BQ(en)cena traz a Brusque, no dia 19 de maio. A apresentação ocorre às 19h30min, no Teatro do CESCB, e os ingressos estão à venda na bilheteria do teatro e na livraria Graf, a R$ 20 e R$ 10 (meia-entrada). A classificação etária da peça é a partir de 6 anos.

Com direção de Eduardo Ramos e dramaturgia de Léo Moita, o espetáculo conta com os artistas Bruno Lops, Má Ribeiro, Mauro Zanatta e Patrícia Saravy. Contos de Nanook estreou em junho de 2017, em Curitiba, e bateu recorde de público, alcançando excelente repercussão e crítica. Com nove indicações ao principal prêmio do teatro paranaense, o Troféu Gralha Azul, conquistou o prêmio de Melhor Iluminação, com Beto Bruel, e de Melhor Ator, com Mauro Zanatta.

A peça teve como ponto de partida o documentário “Nanook of the North” (1922), primeiro de teor antropológico da história do cinema e considerado o pioneiro neste formato, onde se acompanha a vida do esquimó Nanook e de sua família. Pesquisas feitas com especialistas na cultura esquimó fizeram parte do processo criativo, junto de outros, como a premiada fotógrafa Luciana Whitaker (RJ), que colaboram no laboratório por onde os integrantes da equipe passaram.

“Ambientado esteticamente em um mundo hiper-realista do Pólo Norte, Contos de Nanook é um espetáculo gestual e musical, onde a ausência da fala nos mostra o quanto um universo tão distante do nosso é completamente influenciado por nossas ações. O aquecimento global, a exploração ilegal de petróleo, o combustível que consumimos e a insensibilidade do tratamento da cultura distinta a nossa”, explica o diretor do espetáculo e da Setra Companhia, Eduardo Ramos.

BQ(EN)CENA

A terceira temporada do BQ(en)cena ocorre de outubro de 2017 a abril de 2019, com apresentações nas cidades de Brusque, Botuverá, Guabiruba, Nova Trento e Florianópolis. Com realização do Ministério da Cultura e PrismaCultural, o 3º BQ(en)cena conta com o apoio, patrocínio máster, das empresas Guabifios e Trust Trading Company; e, patrocínio standard, do Supermercados Archer, Zen S/A e ZM S/A. Acompanhe as notícias e as novidades pelo www.prismacultural.com.br ou www.facebook.com/prismaculturall

SERVIÇO

3º BQ(en)cena apresenta: Contos de Nanook, da Setra Companhia (PR)
Dia 19 de maio, às 19h30min
Teatro do CESCB (Rua Pedro Werner, 180, Centro 1, Brusque/SC)
Ingressos à venda na bilheteria do teatro e na livraria Graf, a R$ 20 e R$ 10 (meia-entrada).
Classificação indicativa: a partir de 6 anos
Duração: 50min

FICHA TÉCNICA
Dramaturgia: Léo Moita
Direção: Eduardo Ramos
Assistência de Direção: Léo Moita
Elenco: Bruno Lops, Má Ribeiro, Mauro Zanatta e Patrícia Saravy
Dramaturgia Sonora: Edith de Camargo
Operação e manipulação ao vivo do som: Jo Mistinguett
Iluminação: Beto Bruel
Operadora de Luz: Dani Régis
Cenografia: Guenia Lemos
Figurinos: Eduardo Giacomini
Maquiagem: Marcelino de Miranda
Preparação Corporal: Airton Rodrigues
Preparação Vocal: Edith de Camargo
Ilustração: Guga Scharf
Design Gráfico: Pablito Kucarz
Fotos: Amanda Vicentini
Produção e Realização: Setra Companhia e Photon Cooperativa Cultural


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Policia

Ela está presa, acusada de mandar assassinar o engenheiro Sérgio Renato Silva


Eleições

Ambos dizem representar a base do governo Fabrício Oliveira 


Cidade

Recomendação da prefeitura é para acionar o Resgate Social. Opine.


Brasil

Cooperativa catarinense paralisa15 fábricas e 28.000 empregados  


Publicidade


Publicidade


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade