Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Melhora no rendimento da população faz varejo crescer em janeiro, diz IBGE

Terça, 13/3/2018 11:02.

(FOLHAPRESS) - Após recuar 0,5% em dezembro na comparação mensal, o volume de vendas do varejo brasileiro cresceu 0,9% em janeiro, ante o mês anterior, informou o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) nesta terça-feira (13).

Em relação a janeiro de 2017, na série sem ajuste sazonal, a alta foi de 3,2%, o décimo resultado positivo nessa base de comparação, de acordo com a Pesquisa Mensal do Comércio. O acumulado nos últimos 12 meses subiu 2,5%.

A expectativa em pesquisa da agência Reuters era de alta de 0,60% na base mensal e de avanço de 2,5% sobre um ano antes.

Na comparação com 2017, seis dos oito setores do varejo tiveram alta. O maior impacto no indicador veio do segmento de supermercado, que inclui produtos alimentícios, bebidas e fumo e cresceu 3,1%.

O resultado pode ser explicado pela melhora no rendimento da população e pela baixa inflação, aponta Isabella Nunes, gerente da pesquisa. "O aumento da massa de rendimentos reais e a redução sistemática dos preços na alimentação no domicílio foram os principais fatores para o desempenho positivo do setor."

Segundo Nunes, outro segmento impulsionado pela melhora nos rendimentos foi o de artigos de uso pessoal e doméstico, que cresceu 10,5% -a categoria contempla lojas como de departamentos, joalherias, artigos esportivos e brinquedos.

A trajetória de recuperação pode estar associada ainda à redução da taxa de juros e à maior disponibilidade de crédito para pessoas físicas, disse Nunes.

O setor de combustíveis e lubrificantes caiu 4%, com os preços dos combustíveis acima da variação média, avaliou a gerente. 

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Geral

20 são em uma lojas de fast food Burguer King  


Justiça

Acusado diz que falará primeiro com seu advogado antes de se manifestar. Ele foi penalizado com advertência.


Cidade

Esta é uma das últimas etapas para obtenção da Bandeira Azul


Cidade

Lei municipal que favorecia os consumidores foi derrubada pelo Supremo 


Publicidade


Publicidade


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Página 3

Melhora no rendimento da população faz varejo crescer em janeiro, diz IBGE

(FOLHAPRESS) - Após recuar 0,5% em dezembro na comparação mensal, o volume de vendas do varejo brasileiro cresceu 0,9% em janeiro, ante o mês anterior, informou o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) nesta terça-feira (13).

Em relação a janeiro de 2017, na série sem ajuste sazonal, a alta foi de 3,2%, o décimo resultado positivo nessa base de comparação, de acordo com a Pesquisa Mensal do Comércio. O acumulado nos últimos 12 meses subiu 2,5%.

A expectativa em pesquisa da agência Reuters era de alta de 0,60% na base mensal e de avanço de 2,5% sobre um ano antes.

Na comparação com 2017, seis dos oito setores do varejo tiveram alta. O maior impacto no indicador veio do segmento de supermercado, que inclui produtos alimentícios, bebidas e fumo e cresceu 3,1%.

O resultado pode ser explicado pela melhora no rendimento da população e pela baixa inflação, aponta Isabella Nunes, gerente da pesquisa. "O aumento da massa de rendimentos reais e a redução sistemática dos preços na alimentação no domicílio foram os principais fatores para o desempenho positivo do setor."

Segundo Nunes, outro segmento impulsionado pela melhora nos rendimentos foi o de artigos de uso pessoal e doméstico, que cresceu 10,5% -a categoria contempla lojas como de departamentos, joalherias, artigos esportivos e brinquedos.

A trajetória de recuperação pode estar associada ainda à redução da taxa de juros e à maior disponibilidade de crédito para pessoas físicas, disse Nunes.

O setor de combustíveis e lubrificantes caiu 4%, com os preços dos combustíveis acima da variação média, avaliou a gerente. 

Publicidade

Publicidade