Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Vice-prefeito de Camboriú se filia ao PSB para concorrer às próximas eleições
Reprodução/Facebook
Fabrício Oliveira, Ramon, Paulinho Bornhausen e Amadeu Júnior

Terça, 10/4/2018 8:55.

O vice-prefeito de Camboriú, Ramon Jacob, acaba de deixar o Partido Progressista (PP) para disputar as próximas eleições pelo Partido Socialista Brasileiro (PSB). Ramon recebeu o convite da sigla para concorrer a deputado federal.

A filiação de Jacob aconteceu no sábado (7), último dia da janela partidária para mudanças de sigla, e contou com a presença do presidente do PSB no Estado, Paulinho Bornhausen, do prefeito de Balneário Camboriú Fabrício Oliveira e do atual Presidente do PSB de Camboriú, Amadeu Júnior.

Pelas redes sociais, Jacob comentou que o PP teria demonstrado preferência pelo nome de Leonardo Piruka, mas que o convite do PSB surgiu antes mesmo de se discutir a possibilidade de sua candidatura pelo Partido Progressista.

"O PP optou por lançar Leonardo Piruka (pessoa do bem que torço pelo sucesso dele) diante deste contexto a opção era buscar uma alternativa. Mesmo assim tenho um carinho enorme pelos Progressistas. E tudo indica que vamos caminhar juntos nesta eleição", respondeu a um internauta.

Ramon escreveu que o Congresso Nacional precisa de renovação, "com transparência, caráter e compromisso com o trabalho". "Estou na vida pública e assim como meu avô Jaime Dallago e meu pai Marcides Jacob, busco responder a gratidão do povo com respeito e compromisso. Nunca tivemos nada que desabonasse nossa conduta, e assim seguiremos”, enfatizou.

Ele destacou que nos 15 meses em que está atuando como vice e secretário de Administração de Camboriú, nunca utilizou diárias mesmo fazendo cinco viagens oficiais, prefere usar seu carro particular e nem usa telefone público.

“São pequenos gestos que demonstram a essência de nossa estadia na vida política. Poderia permanecer na comodidade de continuar tão somente no exercício do mandato de vice-prefeito, mas sigo o dever cívico, o chamado da região e buscarei contribuir com debates e ações concretas que tragam conquistas e avanços para os cidadãos de Santa Catarina”, declarou.

Ele não deixará o cargo de vice durante a campanha.

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Página 3

Vice-prefeito de Camboriú se filia ao PSB para concorrer às próximas eleições

Reprodução/Facebook
Fabrício Oliveira, Ramon, Paulinho Bornhausen e Amadeu Júnior
Fabrício Oliveira, Ramon, Paulinho Bornhausen e Amadeu Júnior

O vice-prefeito de Camboriú, Ramon Jacob, acaba de deixar o Partido Progressista (PP) para disputar as próximas eleições pelo Partido Socialista Brasileiro (PSB). Ramon recebeu o convite da sigla para concorrer a deputado federal.

A filiação de Jacob aconteceu no sábado (7), último dia da janela partidária para mudanças de sigla, e contou com a presença do presidente do PSB no Estado, Paulinho Bornhausen, do prefeito de Balneário Camboriú Fabrício Oliveira e do atual Presidente do PSB de Camboriú, Amadeu Júnior.

Pelas redes sociais, Jacob comentou que o PP teria demonstrado preferência pelo nome de Leonardo Piruka, mas que o convite do PSB surgiu antes mesmo de se discutir a possibilidade de sua candidatura pelo Partido Progressista.

"O PP optou por lançar Leonardo Piruka (pessoa do bem que torço pelo sucesso dele) diante deste contexto a opção era buscar uma alternativa. Mesmo assim tenho um carinho enorme pelos Progressistas. E tudo indica que vamos caminhar juntos nesta eleição", respondeu a um internauta.

Ramon escreveu que o Congresso Nacional precisa de renovação, "com transparência, caráter e compromisso com o trabalho". "Estou na vida pública e assim como meu avô Jaime Dallago e meu pai Marcides Jacob, busco responder a gratidão do povo com respeito e compromisso. Nunca tivemos nada que desabonasse nossa conduta, e assim seguiremos”, enfatizou.

Ele destacou que nos 15 meses em que está atuando como vice e secretário de Administração de Camboriú, nunca utilizou diárias mesmo fazendo cinco viagens oficiais, prefere usar seu carro particular e nem usa telefone público.

“São pequenos gestos que demonstram a essência de nossa estadia na vida política. Poderia permanecer na comodidade de continuar tão somente no exercício do mandato de vice-prefeito, mas sigo o dever cívico, o chamado da região e buscarei contribuir com debates e ações concretas que tragam conquistas e avanços para os cidadãos de Santa Catarina”, declarou.

Ele não deixará o cargo de vice durante a campanha.

Publicidade

Publicidade