Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Não serei candidato, afirma Temer em entrevista

Sábado, 24/2/2018 8:06.

(FOLHAPRESS) - O presidente Michel Temer afirmou nesta sexta-feira (23) que não será candidato à reeleição neste ano. "Em política, as circunstâncias é que ditam a conduta. E as atuais mostram que não sou candidato. Eu não serei candidato", disse, em entrevista à Rádio Bandeirantes.

Perguntado se disputaria outro cargo, no caso para manter foro privilegiado, ele chamou as acusações contra ele de "pífias". "Não tenho nenhuma preocupação com essas denúncias pífias", disse o presidente.

Nos bastidores, contudo, o presidente avalia a possibilidade de disputar a reeleição.

Para ser candidato, ele sabe que precisa se viabilizar eleitoralmente até maio, prazo que estabeleceu para definir se tentará continuar no cargo.
A meta do chamado "Plano Temer", estruturado pela equipe de marketing do emedebista, é elevar os índices de aprovação para 15% e reduzir os percentuais de rejeição para 60%.

Aliados de Temer têm defendido que ele dispute neste ano. A onda de apoios cresceu desde que Temer decidiu intervir na segurança pública do Rio de Janeiro.

Na quarta-feira (21), o presidente nacional do MDB, o senador Romero Jucá (RR), disse que Temer pode, sim, ser o candidato do partido à Presidência.

"O presidente Michel Temer é uma opção do MDB para ser candidato à Presidência da República se ele assim entender", afirmou Romero Jucá. 

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Geral

20 são em uma rede de fast food Burguer King  


Justiça

Acusado diz que falará primeiro com seu advogado antes de se manifestar. Ele foi penalizado com advertência.


Cidade

Esta é uma das últimas etapas para obtenção da Bandeira Azul


Cidade

Lei municipal que favorecia os consumidores foi derrubada pelo Supremo 


Publicidade


Publicidade


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Página 3

Não serei candidato, afirma Temer em entrevista

(FOLHAPRESS) - O presidente Michel Temer afirmou nesta sexta-feira (23) que não será candidato à reeleição neste ano. "Em política, as circunstâncias é que ditam a conduta. E as atuais mostram que não sou candidato. Eu não serei candidato", disse, em entrevista à Rádio Bandeirantes.

Perguntado se disputaria outro cargo, no caso para manter foro privilegiado, ele chamou as acusações contra ele de "pífias". "Não tenho nenhuma preocupação com essas denúncias pífias", disse o presidente.

Nos bastidores, contudo, o presidente avalia a possibilidade de disputar a reeleição.

Para ser candidato, ele sabe que precisa se viabilizar eleitoralmente até maio, prazo que estabeleceu para definir se tentará continuar no cargo.
A meta do chamado "Plano Temer", estruturado pela equipe de marketing do emedebista, é elevar os índices de aprovação para 15% e reduzir os percentuais de rejeição para 60%.

Aliados de Temer têm defendido que ele dispute neste ano. A onda de apoios cresceu desde que Temer decidiu intervir na segurança pública do Rio de Janeiro.

Na quarta-feira (21), o presidente nacional do MDB, o senador Romero Jucá (RR), disse que Temer pode, sim, ser o candidato do partido à Presidência.

"O presidente Michel Temer é uma opção do MDB para ser candidato à Presidência da República se ele assim entender", afirmou Romero Jucá. 

Publicidade

Publicidade