Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

Com erros de arbitragem, Vitória e Flamengo empatam no Barradão

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Domingo, 15/4/2018 6:59.

RIO DE JANEIRO, RJ (UOL/FOLHAPRESS) - O resultado do duelo entre Flamengo e Vitória neste sábado (14), na rodada inaugural do Campeonato Brasileiro, foi o de menos. O empate por 2 a 2 no Barradão, em Salvador, perdeu espaço para o juiz Wagner Reway, que cometeu erros capitais.

O Flamengo precisou de apenas 16 segundos para abrir o placar. O tento relâmpago veio depois de passe de Vinicius Júnior. A bola encontrou Lucas Paquetá, que bateu de canhota, sem chances para o goleiro Caíque.

Pouco depois, aos 9min, o Vitória conseguiu o empate, na primeira falha grave da arbitragem. Após bate-rebate na área flamenguista, Denilson arrematou e a bola bateu no rosto de Everton Ribeiro, praticamente em cima da linha.

O árbitro, no entanto, assinalou pênalti -convertido em gol por Yago- ao alegar toque de mão do atleta rubro-negro, que ainda foi expulso.

Em superioridade numérica, o Vitória foi para cima e pressionou o Flamengo. Os donos da casa ocuparam os espaços, mas não chegaram a ameaçar de forma clara para consumar a virada no marcador.

Para tentar arrumar a equipe carioca, o técnico interino Maurício Barbieri sacou Henrique Dourado e colocou Willian Arão. Até o fim do primeiro tempo, o Flamengo sofreu conseguiu segurar a igualdade no placar.

Se a arbitragem errou clamorosamente a favor do Vitória, na segunda etapa, o Flamengo também se beneficiou da noite infeliz. Aos 26min, Réver fez o segundo dos cariocas de cabeça. O gol, no entanto, foi irregular. Willian Arão participou da jogada e estava absolutamente impedido no levantamento promovido por Diego.

O Vitória não desistiu e empatou após falha da zaga adversária. Rhayner levantou na área e Denilson subiu sozinho entre os zagueiros para marcar de cabeça.

Na próxima rodada, o Flamengo recebe o América-MG, sábado (21), às 19h. O jogo marca a aposentadoria do goleiro Júlio César e deve ter um Maracanã lotado.

Já o Vitória viaja para encarar o Atlético-MG, domingo (22), às 16h, no Independência. No meio de semana, os dois times têm compromissos por Libertadores e Copa do Brasil, respectivamente.

VITÓRIA
Caíque; Rodrigo Andrade (Jeferson), Kanu, Ramon e Pedro Botelho (Guilherme Costa); Willian Farias, Uillian Correia, Yago, Rhayner e Alex Baumjohann (Juninho); Denilson. T.: Vagner Mancini

FLAMENGO
Diego Alves; Rodinei, Réver, Juan e Renê; Cuéllar, Lucas Paquetá (Geuvânio), Diego, Everton Ribeiro e Vinicius Júnior (Pará); Henrique Dourado (Willian Arão). T.: Maurício Barbieri

Estádio: Barradão, em Salvador
Juiz: Wagner Reway (MT)
Cartões amarelos: Rhayner, Rodrigo Andrade, Yago (VIT); Diego, Willian Arão (FLA)
Cartão vermelho: Everton Ribeiro (FLA)
Gols: Lucas Paquetá (FLA), aos 16s, e Yago (VIT), aos 12min do primeiro tempo; Réver (FLA), aos 26min, e Denilson (VIT), aos 30min do segundo tempo. 


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Publicidade


Publicidade


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade