Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Em avião usado pelos Stones, Messi chega à Copa 4 horas após Cristiano Ronaldo

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Sergei Karpukhin/Reuters
Lionel Messi desembarca com a seleção argentina no aeroporto de Zhukovsky, próximo a Moscou, neste sábado

Domingo, 10/6/2018 12:04.

ALEX SABINO / MOSCOU, RÚSSIA (FOLHAPRESS)

Separados por cerca de quatro horas e meia de diferença, Cristiano Ronaldo e Lionel Messi chegaram à Rússia para a Copa do Mundo. As seleções de Portugal e Argentina desembarcaram no aeroporto de Zhukovsky, nos arredores de Moscou, neste sábado (9).

O aeroporto é o mais próximo das concentrações das duas equipes. A Argentina estará hospedada em Bronnitsi (55 km da capital). Portugal foi para Kratovo (41 km). O primeiro treino das seleções no local do Mundial será neste domingo (10).

Apesar da espera dos torcedores no aeroporto (alguns levaram cartazes para Cristiano Ronaldo), os jogadores portugueses não tiveram contato com o público. Os argentinos saíram direto da pista para o centro de treinamento onde estarão concentrados.

A Argentina viajou no mesmo avião usado pelo grupo de rock Rolling Stones em sua turnê pela Europa. A aeronave tinha o símbolo da banda -a boca com a língua para fora-, o que levou a brincadeiras nas redes sociais lembrando que o vocalista Mick Jagger é conhecido como pé frio para o esporte.

Portugal chegou às 18h, horário de Moscou (12h de Brasília). A Argentina desembarcou com 22 jogadores às 22h26 no aeroporto que é usado para fins civis e militares. O 23o é Enzo Pérez, convocado neste sábado para substituir o lesionado Manuel Lanzini. Ele deve chegar a Moscou apenas no domingo.

O primeiro jogo de Portugal será na próxima sexta-feira (15), contra a Espanha, em Sochi. A Argentina entra em campo no dia seguinte, em Moscou, diante da Islândia.

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Justiça

Multa diária pelo descumprimento é R$ 10 mil 


Eleições

Condenado por corrupção e lavagem em decisão colegiada ele é inelegível  


Esportes

“Ele é um furacão”, diz seu treinador  


Entrevista

Ele aceitou ser "cobaia" dos jornalistas


Publicidade


Publicidade


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade