Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Técnico da Nigéria admite preocupação com efeitos do Ramadã

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Divulgação
Nigerianos embarcaram para a Rússia na manhã de ontem (12)

Terça, 12/6/2018 11:49.

(UOL/FOLHAPRESS)

Técnico da seleção nigeriana de futebol, o alemão Gernot Rohr mostrou preocupação com os efeitos que o Ramadã pode ter sobre seu elenco.

Isso porque a tradição muçulmana que exige jejum diário até que o sol se ponha entre 16 de maio e 14 de junho e deve ser respeitado por parte dos jogadores convocados.

"A perda de energia é difícil de recuperar em tão pouco tempo. Isso vai ser arrastado na primeira parte. No primeiro jogo, isso não será fácil de evitar", disse Rohr, segundo reportagem do jornal argentino Olé.

A estreia da Nigéria na Copa do Mundo vai acontecer apenas dois dias após o fim do Ramadã. A seleção começa sua caminhada no torneio no dia 16 de junho, quando enfrenta a Croácia em Kaliningrado.

Rohr, ao menos, tem experiência no gerenciamento de atletas que estão sob efeito do Ramadã. Antes de chegar a Nigéria, o treinador dirigiu Gabão, Níger e Burkina Faso.

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Publicidade


Publicidade


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade