Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

Cruzeiro cede empate ao Paraná e completa três jogos de jejum no Brasileiro

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Quinta, 14/6/2018 7:03.

BELO HORIZONTE, MG (UOL/FOLHAPRESS) - Paraná e Cruzeiro não saíram de um empate em 1 a 1 na noite desta quarta-feira (13), no estádio da Vila Capanema, em Curitiba (PR), pela 12ª rodada do Campeonato Brasileiro. Rafael Sóbis abriu o placar em cobrança de pênalti, mas Silvinho igualou.

Com o resultado, o Cruzeiro estaciona nos 18 pontos e fica fora do G-6, que é a zona de classificação para a Libertadores. O time mineiro chega ao recesso para a Copa do Mundo com uma sequência três partidas sem vitória e apenas dois gols marcados nesse período.

O Paraná chega a 10 pontos e não consegue sair da zona de rebaixamento. Mas o resultado não é ruim diante de uma equipe que ocupa a parte de cima da tabela de classificação. Nas últimas quatro rodadas, o Paraná somou sete pontos.

Após o Mundial, o Cruzeiro voltará a atuar no dia 19 de julho contra o América-MG. No dia anterior, o Paraná pega o Vitória no Barradão.

O destaque da partida foi Raniel. Escolhido para entrar na vaga de Sassá, que sofreu uma pancada no joelho esquerdo na última rodada, ele fez uma boa partida na Vila Capanema. O centroavante deu um belo chapéu em Neris e deixou Robinho em condição de marcar no primeiro tempo. Na volta do intervalo, ele fez ótima jogada individual e exigiu boa defesa de Thiago Rodrigues. O camisa 17 foi o grande nome da partida.

O pior foi Torito. O volante do Paraná, que usou a braçadeira de capitão, fez um jogo muito ruim e acabou substituído. Ele errou quatro saídas de bola que quase resultaram em contra-ataque perigoso do Cruzeiro. Em todas, a zaga conseguiu evitar que o vacilo do volante se transformasse em gol do visitante.

O primeiro tempo ficou bem abaixo da expectativa em relação à criação de jogadas. Com mais posse de bola nesta etapa -58,3%-, o Cruzeiro foi responsável pelo único chute que exigiu defesa de um goleiro. Mancuello finalizou aos 45 minutos de partida, sem ângulo. A bola foi defendida por Thiago Rodrigues. Os mineiros ainda deram quatro chutes para fora. Foram duas conclusões do Paraná -ambas longe do gol defendido por Fábio.

Os gols vieram no segundo tempo. Contratado logo após a disputa do Campeonato Mineiro, Patrick Brey fez a sua estreia pelo Cruzeiro improvisado na ponta esquerda. Aproveitando as brechas nas costas de Júnior, ele chegou com frequência ao ataque e sofreu um pênalti que mudou o rumo do compromisso.

Rafael Sóbis e Raniel tiveram uma pequena discussão para saber quem se responsabilizaria pela cobrança. Auxiliado por Dedé, o camisa 7 venceu a disputa e converteu o pênalti para a equipe mineira, aos 19min. Este foi o sexto gol de Rafael Sóbis na temporada. Ele iguala Rafinha e é o terceiro jogador que mais marcou pelo time em 2018, atrás de Thiago Neves e Arrascaeta.

O atacante Silvinho, escalado ao lado de Carlos no ataque do Paraná, voltou a balançar a rede na noite desta quarta-feira (13). Ele aproveitou cruzamento de Júnior para marcar, aos 30min. Foi o segundo gol do atleta em três jogos pela equipe. Ele havia feito diante do Bahia.

PARANÁ
Thiago Rodrigues; Júnior, Neris, Rayan, Igor; Leandro Vilela, Torito González (Jhonny Lucas), Caio Henrique (Guilherme Biteco); Silvinho, Carlos (Alex Santana), Thiago Santos. T.: Rogério Micale

CRUZEIRO
Fábio; Ezequiel, Dedé, Léo, Marcelo Hermes (Rafinha); Lucas Romero, Lucas Silva, Mancuello (Patrick Brey), Robinho; Rafael Sóbis, Raniel (Sassá). T.: Mano Menezes

Estádio: Durival Britto (Vila Capanema), em Curitiba (PR)
Juiz: Dewson Fernando Freitas da Silva (PA)
Cartão amarelo: Júnior, Torito González, Neris, Igor, Guilherme Biteco, Carlos, Rayan, Jhonny Lucas (Paraná); Ezequiel, Lucas Silva (Cruzeiro)
Gols: Rafael Sóbis, aos 19min do segundo tempo (Cruzeiro); Silvinho, aos 30min do segundo tempo (Paraná), 


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Saúde

Objetivo é investir em prevenção e desafogar o Posto Central


Empregos

Salários chegam a R$ 22 mil


Geral

Elcio Rogério Kuhnen prestou contas da sua administração


Cidade

Jornal Página 3 prepara material especial para a data


Publicidade


Publicidade


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade