Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

Neymar vai passar por cirurgia no Brasil

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Quinta, 1/3/2018 7:12.

DIEGO GARCIA
SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O estafe de Neymar conseguiu dobrar a diretoria do Paris Saint-Germain nesta quarta (28), em reunião em Paris. Em conversa que durou toda a tarde, ficou decidido que o jogador será operado no Brasil para tratar lesão no quinto metatarso do pé direito.

O time francês queria que o atleta fizesse um tratamento conservador (sem cirurgia) para estar de volta aos gramados mais rapidamente, e tinha como trunfo cláusula contratual que lhe dava a última palavra para escolher o tratamento. O brasileiro, porém, desejava realizar a cirurgia para não correr risco de perder a Copa do Mundo, e venceu a queda de braço.

O atacante viajará ao Brasil nesta quinta (1º), onde será operado pelo médico Rodrigo Lasmar, da seleção brasileira. O profissional e a entidade, aliás, foram cruciais para que Neymar conseguisse convencer a diretoria do PSG a autorizar a realização do tratamento cirúrgico.

"No final do protocolo inicialmente planejado por três dias de atendimento, um relatório foi elaborado hoje [quarta] em conjunto pela equipe médica do Paris Saint-Germain e da seleção brasileira. No final deste relatório e de acordo com o jogador, foi decidido favorecer a opção cirúrgica", afirmou o clube.

Rodrigo Lasmar estava em Sochi (RUS) com membros da CBF para um workshop da Fifa, na última terça (27). Após receber mais informações sobre a gravidade da lesão de Neymar, ele se dirigiu a Paris para conversar com a comissão técnica do PSG sobre o estado clínico do jogador.

O desejo do clube era que a operação fosse conduzida por profissionais do PSG, conforme prevê o contrato.

O sheik Nasser Al-Khelaifi prometeu deixar os principais médicos do continente à disposição do jogador, mas o atleta e seu estafe queriam operar no Brasil. Com o apoio da CBF, Neymar convenceu o PSG a deixá-lo viajar.

O jogador queria estar perto da namorada, Bruna Marquezine, e de seus parentes. Tanto a atriz como sua mãe Nadine e sua irmã Rafaella, moram no Brasil, assim como o pai do jogador, que, no entanto, passa mais tempo em viagens de negócios em nome do filho do que em sua casa, na Baixada Santista.

Na França, o atleta mora com os amigos de infância Gil Cebola, que se tornou seu fotógrafo particular, e Joclécio, que hoje é seu assessor.

O PSG cedeu, sob a condição de que o procedimento fosse acompanhado pelo médico do clube, Gérard Saillant, 73, responsável por ter realizado cirurgia no joelho do ex-jogador Ronaldo.

Horas antes da confirmação da cirurgia, Neymar visitou o elenco do PSG, que estava concentrado para enfrentar o Olympique Marseille, pela Copa da França, e almoçou com os jogadores. A equipe parisiense venceu por 3 a 0 com dois gols de Di Maria, substituto de Neymar.

A cirurgia deve ser realizada neste fim de semana. O hospital em que o jogador será operado não foi revelado, mas o médico Rodrigo Lasmar costuma fazer seus procedimentos cirúrgicos em Belo Horizonte (MG).

Atletas que realizam cirurgias desse tipo costumam ficar internados pelo menos até o dia seguinte à operação. É recomendado repouso em casa e mais três semanas até a retirada dos pontos. Ainda nos primeiros dias após o procedimento começam as sessões de fisioterapia.

O prazo para voltar aos treinos, dependendo do sucesso do tratamento, é de 10 e 12 semanas. Com isso, Neymar desfalcará a seleção nos amistosos contra Rússia e Alemanha, nos dias 23 e 27 de março, respectivamente. 


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Publicidade


Publicidade


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade