Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Com erro do goleiro, Grêmio bate o Juventude e entra no G-8 do Gauchão

Segunda, 5/3/2018 6:20.

PORTO ALEGRE, RS (UOL/FOLHAPRESS) - O Grêmio encontrava um jogo complicado, tinha dificuldades em atacar e nenhuma chance clara de gol. Até o goleiro Matheus Cavichioli, eleito melhor jogador do Gauchão do ano passado, cometer uma falha grave. Foi tentar driblar Jael num recuo, perdeu a bola e levou gol. Neste domingo (04) graças a pixotada do goleiro, o Grêmio fez 2 a 0 no Juventude, em Caxias do Sul, e entrou no G-8 do Gauchão. O segundo gol foi de Madson.

Pela primeira vez no torneio, faltando agora duas rodadas para o fim, o time está na linha de classificados. Com 10 pontos, ocupa o oitavo lugar, que antes era do Juventude. Já o time da serra gaúcha soma nove pontos e caiu para o nono lugar.

Na próxima quarta-feira, o Grêmio encara o São Paulo-RS, na Arena. Já o Juventude terá pela frente o São José-RS na quinta-feira.

O goleiro Matheus Cavichioli foi eleito melhor jogador do Gauchão passado. Defendia o Novo Hamburgo. Mas neste domingo foi vilão da derrota do Juventude. Desatento, não viu a aproximação de Jael após um recuo, tentou driblar, perdeu a bola e sofreu gol de Jael. Antes ainda do fim do jogo, Matheus falhou de novo. Foi tentar puxar com o pé uma bola recuada para dentro da área, errou e acabou pegando com as mãos fora do local onde é permitido. Falta marcada e cartão amarelo recebido pelo camisa 1.

O Grêmio que assumiu as rédeas da partida. Mesmo fora de casa, tentou atacar um recuado Juventude. E os flancos foram os caminhos encontrados. Com centro de campo congestionado, foi o lateral Madson a principal arma. Ele chegou ao fundo repetidas vezes, mas não conseguiu a melhor conclusão das jogadas. Cortez também chegou, mas em menor número de oportunidades, sempre auxiliado por Everton, que teve a melhor chance de gol do primeiro tempo, aos 40 minutos.

A partida foi muito disputada. Cada palmo de campo parecia valer a vida dos atletas, dada força que colocaram em divididas. Sobrou vontade, faltou futebol. O suor por lances de combate ferrenho, normalmente sem violência, não foi acompanhado por jogadas de qualidade. Foi um festival de passes errados, domínios equivocados, quedas e trapalhadas.

Hernane Brocador entrou no segundo tempo. O centroavante fez sua primeira partida com a camisa do Grêmio. Teve boa participação em um momento que o jogo já se estava decidido. 

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Geral

20 são em uma lojas de fast food Burguer King  


Justiça

Acusado diz que falará primeiro com seu advogado antes de se manifestar. Ele foi penalizado com advertência.


Cidade

Esta é uma das últimas etapas para obtenção da Bandeira Azul


Cidade

Lei municipal que favorecia os consumidores foi derrubada pelo Supremo 


Publicidade


Publicidade


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Página 3

Com erro do goleiro, Grêmio bate o Juventude e entra no G-8 do Gauchão

PORTO ALEGRE, RS (UOL/FOLHAPRESS) - O Grêmio encontrava um jogo complicado, tinha dificuldades em atacar e nenhuma chance clara de gol. Até o goleiro Matheus Cavichioli, eleito melhor jogador do Gauchão do ano passado, cometer uma falha grave. Foi tentar driblar Jael num recuo, perdeu a bola e levou gol. Neste domingo (04) graças a pixotada do goleiro, o Grêmio fez 2 a 0 no Juventude, em Caxias do Sul, e entrou no G-8 do Gauchão. O segundo gol foi de Madson.

Pela primeira vez no torneio, faltando agora duas rodadas para o fim, o time está na linha de classificados. Com 10 pontos, ocupa o oitavo lugar, que antes era do Juventude. Já o time da serra gaúcha soma nove pontos e caiu para o nono lugar.

Na próxima quarta-feira, o Grêmio encara o São Paulo-RS, na Arena. Já o Juventude terá pela frente o São José-RS na quinta-feira.

O goleiro Matheus Cavichioli foi eleito melhor jogador do Gauchão passado. Defendia o Novo Hamburgo. Mas neste domingo foi vilão da derrota do Juventude. Desatento, não viu a aproximação de Jael após um recuo, tentou driblar, perdeu a bola e sofreu gol de Jael. Antes ainda do fim do jogo, Matheus falhou de novo. Foi tentar puxar com o pé uma bola recuada para dentro da área, errou e acabou pegando com as mãos fora do local onde é permitido. Falta marcada e cartão amarelo recebido pelo camisa 1.

O Grêmio que assumiu as rédeas da partida. Mesmo fora de casa, tentou atacar um recuado Juventude. E os flancos foram os caminhos encontrados. Com centro de campo congestionado, foi o lateral Madson a principal arma. Ele chegou ao fundo repetidas vezes, mas não conseguiu a melhor conclusão das jogadas. Cortez também chegou, mas em menor número de oportunidades, sempre auxiliado por Everton, que teve a melhor chance de gol do primeiro tempo, aos 40 minutos.

A partida foi muito disputada. Cada palmo de campo parecia valer a vida dos atletas, dada força que colocaram em divididas. Sobrou vontade, faltou futebol. O suor por lances de combate ferrenho, normalmente sem violência, não foi acompanhado por jogadas de qualidade. Foi um festival de passes errados, domínios equivocados, quedas e trapalhadas.

Hernane Brocador entrou no segundo tempo. O centroavante fez sua primeira partida com a camisa do Grêmio. Teve boa participação em um momento que o jogo já se estava decidido. 

Publicidade

Publicidade