Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Educação confirma episódio de suposto assédio a menina de 10 anos

Sexta, 13/4/2018 11:27.

A secretária da educação, Rosângela Percegona Borba confirmou ao Página 3 hoje (13) que as autoridades investigam o suposto assédio de um funcionário a uma estudante de 10 anos numa das escolas da rede municipal.

Segundo Rosângela, no último dia 4 ao voltarem do intervalo, professores sentiram resistência ao tentarem abrir a porta de uma das salas de aula na qual estavam a estudante e um auxiliar de serviços gerais contratado temporariamente.

Com a desconfiança a escola reviu os vídeos de monitoramento onde o funcionário aparece fazendo sinais para a aluna entrar na sala.

Ele foi imediatamente demitido e as autoridades investigam o caso.

A menina não detalhou os fatos à direção da escola, mas teria contado à mãe que registrou ocorrência na polícia.

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Geral

20 são em uma rede de fast food Burguer King  


Justiça

Acusado diz que falará primeiro com seu advogado antes de se manifestar. Ele foi penalizado com advertência.


Cidade

Esta é uma das últimas etapas para obtenção da Bandeira Azul


Cidade

Lei municipal que favorecia os consumidores foi derrubada pelo Supremo 


Publicidade


Publicidade


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade

Página 3

Educação confirma episódio de suposto assédio a menina de 10 anos

A secretária da educação, Rosângela Percegona Borba confirmou ao Página 3 hoje (13) que as autoridades investigam o suposto assédio de um funcionário a uma estudante de 10 anos numa das escolas da rede municipal.

Segundo Rosângela, no último dia 4 ao voltarem do intervalo, professores sentiram resistência ao tentarem abrir a porta de uma das salas de aula na qual estavam a estudante e um auxiliar de serviços gerais contratado temporariamente.

Com a desconfiança a escola reviu os vídeos de monitoramento onde o funcionário aparece fazendo sinais para a aluna entrar na sala.

Ele foi imediatamente demitido e as autoridades investigam o caso.

A menina não detalhou os fatos à direção da escola, mas teria contado à mãe que registrou ocorrência na polícia.

Publicidade

Publicidade