Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

Nome do técnico de Itajaí está sendo usado por estelionatário

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Quarta, 6/6/2018 9:00.

O treinador do Almirante Barroso e Presidente do Sindicato dos Treinadores de Santa Catarina, Agnaldo Liz é a nova vítima de um estelionatário baiano que voltou a atuar na região.

Segundo a assessoria do time, o golpista que se passa por treinador entra em contato com jogadores oferecendo vagas em times da região. Para entrar no time e disputar um campeonato, o atleta precisa fazer um depósito em dinheiro no valor de R$ 900,00 (despesas para inscrever o atleta na federação, segundo ele). Além desse custo, as passagens de transporte ficam a cargo do atleta, ou seja, mais prejuízo para a vítima do golpe.

O uso indevido do nome do treinador de Itajaí foi descoberto na semana passada. Um dos jogadores do Barroso procurou Agnaldo para saber da chegada de um novo jogador.

“Foi nesta hora que descobri que o meu nome estava sendo usado por este criminoso. Eu sou um técnico competente, respeitado e jamais atuaria desta maneira. Um comportamento criminoso como este pode arruinar uma carreira bem-sucedida. É preciso que algo seja feito. Não só para impedir o uso ilegal do nome dos treinadores, mas também para evitar prejuízos para os jogadores,” finalizou Agnaldo.

Esta é a segunda vez que o criminoso se passa pelo treinador Agnaldo. No ano passado, quando ele treinava o Hercílio Luz, o nome de Liz foi usado pelo estelionatário. Na época, o clube registrou um boletim de ocorrência.

Além do treinador do Barroso, técnicos como Mauro Ovelha, Sérgio Ramires, Pingo do Brusque e vice-presidente do Sindicato dos Treinadores também foram usados pelo criminoso. A atuação do estelionatário em Santa Catarina já foi noticiada no ano passado em veículos de comunicação. A presidência de futebol do Barroso e o treinador devem registrar um boletim de ocorrência.

Além do BO, devem ingressar com uma representação no Ministério Público do Estado.

Fonte: Multimídia Assessoria de Imprensa

 


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Policia

Conheça o passo a passo das investigações da DIC e GAECO


Cidade

Hoje faz cinco anos desde o primeiro ato público em Balneário Camboriú


Cidade

Morto no sábado ele foi uma lenda no futebol catarinense  


Cidade

Jornal Página 3 prepara material especial para a data


Publicidade


Publicidade


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade