Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

A nado, guardas recolhem rede feiticeira da orla de Balneário Camboriú

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Divulgação GM

Quinta, 7/6/2018 10:29.

Justamente no Dia do Meio Ambiente, na terça, 5 de junho, guardas municipais do Grupo de Proteção Ambiental flagraram uma rede feiticeira esticada em plena orla de Balneário Camboriú. Mesmo sem embarcação, eles conseguiram, a nado, retirar a rede ilegal.

Os guardas foram acionados através de uma denúncia. Não havia pescadores no local.

A rede estava presa perto da faixa de areia, em uma âncora, próximo da Rua 1900 até o costão da Ilha das Cabras, onde havia outra âncora.

Os guardas fizeram um esforço concentrado para retirar a rede do mar.

Eles decidiram realizar manualmente a retirada da rede, visto que são dotados de aptidão física para nadar.

Depois de inúmeros esforços das equipes, a rede foi removida. Ela possuía aproximadamente 500 metros de comprimento e já tinha ocasionado a morte de vários animais.

Ninguém foi preso.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Policia

Conheça o passo a passo das investigações da DIC e GAECO


Cidade

Hoje faz cinco anos desde o primeiro ato público em Balneário Camboriú


Cidade

Morto no sábado ele foi uma lenda no futebol catarinense  


Cidade

Jornal Página 3 prepara material especial para a data


Publicidade


Publicidade


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade