Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

Alessandro Teco e La Barrica trocam de cadeiras

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Márcio Gonçalves
A posse aconteceu na sessão itinerante no Bairro das Nações nesta terça-feira (17).

Sexta, 20/4/2018 16:49.

A semana foi de intensos burburinhos nos bastidores e até nas redes sociais, sugerindo novas mudanças na reforma anunciada pelo prefeito Fabrício Oliveira. No entanto, de concreto mesmo, foi apenas a troca de cadeiras, entre dois filiados ao PSB: David La Barrica deixou de ser vereador para assumir o comando da Fundação Municipal de Esportes (FMEBC) e Alessandro Teco Kuehne deixou de ser secretário dos esportes para ser vereador (ele fez 829 votos, era suplente do vereador La Barrica).

A troca de comandos aconteceu nas duas últimas semanas. La Barrica deixou o Legislativo no dia 10 e no dia seguinte ocupou o comando do esporte. Teco foi empossado na terça-feira (17), na sessão itinerante do Legislativo no Bairro das Nações.

A reportagem conferiu a experiência de cada um nos postos que ocuparam e a expectativa com as novas funções. Confira:

Alessandro Kuehne

JP3 - Quanto tempo na FME?

Teco - Estive à frente da Fundação de Esportes desde o início da gestão do prefeito Fabrício Oliveira e Carlos Humberto. Um ano e 4 meses como Superintendente da FMEBC.

Como foi a experiência?

Sempre fui envolvido com o esporte mas nesse período à frente da FMEBC pude ter uma visão mais aprofundada de todas as modalidades, criei vínculos importantes e saudáveis, foi um desenvolvimento positivo, tanto pessoal como profissional. Foi uma grande experiência como gestor da pasta do esporte. Posso dizer que me dediquei o máximo para proporcionar a melhor estrutura à frente da fundação de esportes para os nossos atletas e seus treinadores.

Como avalia o cenário esportivo de BC hoje?

O cenário esportivo de Balneário Camboriú sempre foi referência para outras cidades. Precisamos continuar nesse avanço, crescer sempre é benéfico, as melhorias precisam continuar para que possamos sediar um JASC por exemplo que demanda uma infraestrutura muito grande, mas estamos no caminho certo. Balneário Camboriú tem alto potencial esportivo e vem demonstrando isso com valorosos atletas e treinadores que estão sendo revelados.

Quais foram as conquistas nesse período?

Conseguimos avançar em várias áreas. Em 2017 foram 5058 alunos atendidos pela FMEBC, sendo 2564 para escolinhas esportivas, 719 em esporte de rendimento, 1052 no programa Maturidade Saudável e 750 alunos na academia do pontal norte, e atendemos 28 modalidades esportivas em diversos eventos:

*Verão Ativo, onde ofertamos várias modalidades, xadrez, futebol, voleibol, basquetebol e handebol de areia com 5.400 participantes divididos entre turistas e moradores de Balneário Camboriú;

*Lançamos o Polo do Praia Acessível, com duas cadeiras anfíbias, possibilitando às pessoas com deficiência física pudessem ter um momento especial em seu banho de mar e praticar alguns esportes adaptados. Foram 100 pessoas atendidas em 2017;

*Reformamos todo o piso da academia municipal do pontal norte, trazendo um piso diferenciado em qualidade e durabilidade;

*Finalizamos um pista de skate na praia do Estaleirinho, com apoio da associação de skate de Balneário Camboriú, que deverá ser inaugurada na semana que vem;

*Balneário Camboriú entrou para história do boxe nacional. Inauguramos juntamente com a Federação Catarinense e a Confederação Brasileira de Boxe o espaço do Legado Olímpico, local que recebeu todos os equipamentos utilizados nas olimpíadas de 2016 no Rio de Janeiro;

*Deixamos alinhado para Balneário Camboriú, o Dança Catarina que é uma promoção da FESPORTE, Secretaria de Estado de Turismo, Cultura e Esporte de Santa Catarina, onde acontece uma enorme participação estudantil em nosso estado na área da Dança. Precisa agora finalizar os últimos detalhes com o atual gestor, para ser realizado no segundo semestre de 2018 no ginásio da Barra;

*Cadastramos em dois programas do governo do Estado (SOL), dois projetos para que Balneário Camboriú seja contemplado. O primeiro é um elevador de Acessibilidade para os cadeirantes terem acesso ao segundo piso do Ginásio Sergio Lorenzato, no bairro das Nações. E o outro projeto, é a aquisição de dois placares eletrônicos para serem instalados em dois ginásios esportivos de nossa cidade.

Quais são as maiores preocupações nesta área?

A contratação dos professores Acts passou a ter uma atenção especial, um local administrativo próprio para a FME, as reformas e manutenções dos espaços esportivos (ginásios, campos de futebol, centro olímpico) importante também, adquirir alguns veículos para as logísticas dos alunos para os locais de treinamento.

Quais projetos não conseguiu executar à frente do esporte?

Gostaria de ter realizado alguns eventos esportivos com cobertura na mídia em rede nacional, pois nossa cidade já vivenciou isso e sei que é possível, porém essa construção leva um tempo longo. E alguns projetos complexos dentro do plano de Governo, que não consegui, devido ao espaço curto de tempo.

Muitos problemas com o Bolsa-Atleta/Fundesporte etc. Conseguiu sanar essas dificuldades?

Os problemas encontrados nesses dois programas, são diretamente ligados a legislação municipal. Já conversei com alguns vereadores da base de governo para que possamos construir algumas modificações nessas leis. Acredito que conseguiremos solucionar esses problemas que já vem alguns anos trazendo dificuldades para o bom desenvolvimento do esporte em Balneário Camboriú, seja para os atletas e as entidades cadastradas no Conselho Municipal de Esportes de Balneário Camboriú.

Como será o trabalho legislativo?

Novo desafio, nova experiência, estou muito confiante por ter assumido uma cadeira no Legislativo. Agradeço aos 829 eleitores que confiaram em mim. Momento ímpar para uma pessoa que concorreu uma eleição a vereador na cidade em que nasceu. Por nunca se envolver na política, foi uma grande surpresa alcançar essa votação expressiva. Jamais irei decepcionar meus eleitores.

Projetos em pensamento?

Sempre defendi o esporte, sempre foi minha bandeira, mas sei que agora as atenções se voltam para outras áreas também, que são tão importantes quanto para o desenvolvimento da nossa cidade. Acredito ser importante integrar grupos que estejam por dentro das necessidades de cada setor que constitui o município. Já estou fazendo parte das comissões da Saúde, Educação, Inclusão Social e Cultura com os demais membros fiscalizando e encaminhando as dificuldades apontadas. Agora como vereador, é de grande importância a boa relação e a interlocução com os demais vereadores especialmente com o prefeito Fabrício de Oliveira (PSB) e o vice Carlos Umberto (PR).


David La Barrica

Foto: arquivo pessoal.

Como foi sua experiência legislativa?

Vou contar um pouco da minha história, eu nunca tinha me envolvido com política, joguei em um time de futebol profissional dos 13 aos 19 anos, quando tive que largar esse sonho para ajudar minha mãe e irmãs a administrar a Pizzaria, estávamos passando algumas dificuldades, conseguimos dar a volta por cima e hoje é uma das melhores, modéstia à parte. Recebi um convite do Fabrício para participar do PSB e em seguida o convite para concorrer como vereador, tive o apoio da minha família e de alguns amigos, já tinha esse desejo antigo. Foi então que concorri, fui eleito na minha primeira eleição e sou muito grato às pessoas que confiaram em mim. Venho de uma família em que o caráter e honestidade está acima de tudo e achei que poderia fazer a diferença em um lugar que está muito desacreditado. No começo foi um pouco assustador, é outro mundo, venho da iniciativa privada e o serviço público é diferente, foi uma experiência nova em minha vida e também boa, foi um ano de conhecimento, como funciona os trâmites do Legislativo, um pouco difícil também, pois o vereador tem que fiscalizar e defender o bem estar da população, mas quem resolve os problemas é o Executivo e como já disse, venho da iniciativa privada onde quero resolver tudo na hora, mas não funciona assim, então, junto com o Fabrício, tentei dar o melhor de mim, para a resolução dos problemas e continuarei tentando construir uma Balneário Camboriú para todos.

Quais os projetos mais importantes que apresentou no período?

Sempre tive uma relação muito boa com o Fabricio e com o secretariado do governo, sempre fui atendido prontamente e tentávamos buscar soluções para os problemas, até por isso, não tenho muitas indicações, pois preferia bater na porta do Secretário para juntos resolvermos os anseios que chegavam até mim, e quero deixar aqui o meu agradecimento. Tive alguns projetos protocolados, um deles é o PPP – Parceria Público Privado, que foi aprovado e é de suma importância, no qual o governo tem a possibilidade de ofertar infra estruturas econômicas e sociais à população. Outro projeto importante é a Venda de Gêneros Alimentícios na Orla da Praia, Serviço Voluntário, Cedência de Máquinas e Equipamentos para as Cidades em Situação de Emergência, Proibição de Venda de Cerol, onde foi registrado vários acidentes pelo uso do mesmo.

O ambiente legislativo correspondeu à sua expectativa?

Como já disse anteriormente, foi um ano de aprendizado, onde tudo era novo para mim, tive alegrias e decepções, venho de um outro segmento, então tive que conhecer e me adaptar. Mas foi uma experiência muito boa, era um desejo antigo e pretendo continuar nesse caminho, pois quero levar uma nova versão para a política, onde existem pessoas boas, corretas, honestas e como outro trabalho qualquer, querem dar o máximo de si e fazer o bem, ajudando as pessoas, pois é isso que a política deveria fazer, prestar assistência e proteger a população, pode ser uma utopia, mas a mudança começou.

O que gostaria de mudar na função legislativa?

De um modo geral, deve haver uma mudança desde dentro do Legislativo, como fora. A função do vereador é legislar para todos, é fiscalizar, é lutar pelo bem-estar da população, é o interlocutor entre os eleitores e o governo que administra a cidade. Não há dúvidas que a parte burocrática dificulta bastante também, apesar de já haver mudanças, mas o serviço público como um todo é assim, mas é um meio de resguardar para que as coisas andem corretamente.

 

O que gostaria de fazer e não deu tempo ou não foi possível por outros motivos?

Que todos meus projetos fossem aprovados, os trâmites pelos quais devem ser passados, toma algum tempo, por isso a demora, já justificando para as pessoas. Mas tentarei fazer com que eles prossigam.

Quais os projetos mais tensos que enfrentou?

Teve dois projetos tensos, um foi a PPP – Parceria Público Privada, desde já agradeço aos nobres vereadores por acreditarem que esse é um projeto muito importante para nossa cidade, pois irá beneficiar a população com grandes investimentos, assim aprovando o mesmo. E o projeto da Venda de Gêneros Alimentícios na Orla da Praia, em muitas praias brasileiras isso já ocorre, na Praia Brava por exemplo, Florianópolis. O turista, nossa população, tem o direito de escolher o que quer comer e onde comer, não irá afetar os quiosques e ambulantes, pois o tipo de alimento vendido é diferente e ainda pode aumentar as suas vendas, pois aquele cliente que vai de manhã para a praia e retorna meio dia para almoçar, muitas vezes não volta, assim, podem passar o dia na praia e consumir mais. Têm várias regulamentações no Projeto, que está disponível no site da Câmara de Vereadores.

O que contou pontos para assumir o esporte?

Como já disse, fui jogador de um time de futebol profissional dos 13 aos 19 anos, sei a importância do esporte na vida das pessoas, tive uma base familiar muito boa, mas quem me educou foi o esporte, pois a fase mais difícil de uma pessoa é a adolescência, foi ele que me ensinou o certo e errado, que me inspirou. Enfim, conheço o esporte, tenho relação com vários esportistas na cidade, sempre estive nesse meio, por isso me sinto honrado hoje de assumir o cargo de Superindentende da Fundação Municipal de Esporte e fazer com que isso mude a vida dos nossos adolescentes, que valorizemos e incentivamos os nossos atletas, pois o esporte muda a vida das pessoas.

Como sente o cenário esportivo na cidade hoje?

Balneário Camboriú pela representatividade que tem a nível estadual e nacional, tem muito a crescer, temos muitas coisas para fazer, recursos para buscar, mas estou alinhado com o prefeito Fabrício Oliveira para desenvolvermos alguns projetos para médio e longo prazo.

Já tem planos que pretende desenvolver?

Sim, tenho vários planos, mas alguns dependem de recursos financeiros que não temos disponíveis no momento, por isso vou buscar recurso estadual e federal para estar realizando esses projetos. Há também um outro projeto de um Centro Esportivo, reforma dos ginásios e campos, valorização e incentivo dos nossos campeonatos, dos nossos atletas, dos nossos funcionários. Trazer campeonatos nacionais, incentivando também o turismo e economia do município, entre outros.

Vai mexer no quadro de funcionários?

Entrei na Fundação Municipal de Esportes há uma semana, estou conhecendo as pessoas, o quadro de servidores, estou conversando com cada um, trocando ideias para as melhorias necessárias. Por enquanto não tenho uma previsão se haverá modificações com os funcionários.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Policia

Conheça o passo a passo das investigações da DIC e GAECO


Cidade

Hoje faz cinco anos desde o primeiro ato público em Balneário Camboriú


Cidade

Morto no sábado ele foi uma lenda no futebol catarinense  


Cidade

Jornal Página 3 prepara material especial para a data


Publicidade


Publicidade


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade