Jornal Página 3

Publicidade

Publicidade

PSDB de Balneário Camboriú adia mudança no comando do partido

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Divulgação
Bola, Pavan e Índio

Quarta, 6/6/2018 18:20.

(Daniele Sisnandes/JP3) - O PSDB de Balneário Camboriú estava caminhando para uma alteração em sua presidência, mas devido aos acontecimentos envolvendo nomes importantes da sigla, não haverá mudanças por enquanto para evitar novas turbulências.

O atual presidente, Aldemar Bola Pereira, estava em vias de transferir o comando do partido para o vice, Leandro Índio da Silva.

Segundo Bola, a executiva estadual propôs que os mandatos de um ano, fossem prorrogados por mais um. Bola disse que só concordou se Índio assumisse a presidência. O companheiro aceitou o desafio, mas nesta semana eles reavaliaram a mudança.

Além da saúde de seu líder, Leonel Pavan, também foi levada em consideração a decisão de Rubens Spernau ingressar no governo municipal. Rubens é outro nome forte do PSDB e a sua adesão ao projeto das Novas Ideias movimentou bastante os bastidores da política nos últimos dias.

Apesar de críticas de alguns aliados, o PSDB apaziguou o clima internamente com uma nota garantindo que a decisão pessoal de Spernau não muda a postura do partido, que segue na oposição.

“Assim como Pavan, Rubens é um exemplo para mim. Sua decisão não é de romper com o PSDB, onde fez sua história. A postura dele é altruísta, como um dos maiores líderes da cidade, aceitou contribuir com este governo que precisa subir de patamar para evitar maiores prejuízos a todo o conjunto social. Neste sentido, só me resta manter o respeito, desejar sorte e reiterar que tenho orgulho de tê-lo como membro dos nossos diretórios municipal e estadual”, disse Índio ao Página 3.

Dentro do partido

Bola lembrou que assumiu o partido em 2017, em um momento delicado, depois de uma derrota nas urnas.

Ele conseguiu acalmar os ânimos dentro do partido, mesmo após o projeto da situação ter angariado vários nomes do PSDB, antes e depois das eleições.

“Peguei o partido para sacudir a poeira e tocar adiante e consegui fazer isso”, lembrou.

Agora ficou decidido que os dois vão aguardar a recuperação de Pavan para então trocar de funções no comando.

“Tenho plena confiança na total recuperação do Pavan, ainda neste ano. Mas prefiro aguardar seu retorno por respeito a liderança dele. Com ele ainda internado não temos condição de organizar um evento em alto astral. Embora muitos tenham tentado passar a imagem de que ele estaria fora da política, buscando até herdeiros para seu potencial eleitoral, no tempo certo vamos trabalhar para que ele vença mais este desafio pessoal. Ele é guerreiro e ainda tem muito a fazer por nossa Cidade”, finalizou índio.

Leonel Pavan foi vítima de um AVC e está internado desde o dia 14 de maio. Nesta quarta-feira (6) ele recebeu alta da UTI e foi transferido para um quarto do hospital, em Balneário Camboriú.


Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade



Policia

Conheça o passo a passo das investigações da DIC e GAECO


Cidade

Hoje faz cinco anos desde o primeiro ato público em Balneário Camboriú


Cidade

Morto no sábado ele foi uma lenda no futebol catarinense  


Cidade

Jornal Página 3 prepara material especial para a data


Publicidade


Publicidade


Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade



Publicidade